Você sabe o que é uma educação antirracista 360°?

Mainara Thais - Educativo


Seguindo os novos ares que 2022 já tem proporcionado, o blog da Piraporiando está [finalmente!] de volta!


Esse será um espaço importante para difundir nossas iniciativas e trabalhos realizados ao longo do ano, mas também para refletir de forma mais aprofundada sobre uma série de temas. Se a educação está por todo canto e faz parte da construção de todas/os nós, é importante que possamos debater sobre os reflexos que isso gera em vários níveis. :)


Por isso, levando em consideração nossos esforços dos últimos tempos — e a própria reestruturação da Piraporiando, não poderíamos deixar de falar sobre a educação antirracista 360° nesse post de re-inauguração.


Desde que o tema da diversidade passou a ser mais debatido e muitos segmentos sociais passaram a colocá-lo no radar de suas discussões, também presenciamos um aumento das reflexões sobre o racismo. Termos como "representação", "representatividade", "empoderamento", "lugar de fala", "racismo estrutural", "consciência" ou "letramento racial" [entre outros] começaram a inundar conversas e causar até mesmo polêmicas.


A grande questão é: será que temos aplicado de maneira correta esses conceitos ou eles têm servido como "cartadas-express" dentro das nossas discussões? Se por um lado é fundamental que a sociedade fomente cada vez mais esse tipo de debate, por outro, também é necessário que tenhamos cautela sobre a forma que esses discursos são montados, para não dar espaço a distorções perigosas ou esvaziamentos. Por via de regra, crescemos aprendendo que o racismo é ruim. Mas além desse discurso geral, quando é que nos ensinaram como combatê-lo de fato?


O racismo é uma realidade estrutural, um problema de todas e todos. Ele não só oprime, rebaixa e apaga, como prende e mata. Merece comprometimento e articulação em vários níveis sociais para ser cada vez mais combatido. E isso vai além das discussões na internet ou nas rodas de amigo: isso evidencia a urgência de um projeto educacional capaz de nos ensinar um mundo não-racista, ou seja, uma educação antirracista 360°, que é o método da Piraporiando.


— Afinal, o que é isso?

Ao falar de uma educação antirracista, falamos imediatamente sobre práticas que buscam desarticular e combater uma estrutura fundada ao longo dos anos. Tais como:

  1. A desnaturalização de expressões (e ações!) racistas;

  2. A busca pelo entendimento da situação étnico-racial brasileira e suas causas;

  3. A dexotização e desexualização de corpos negros;

  4. A deslegitimação de retratações perniciosas ou fetichistas;

  5. Os direitos humanos em exercício;

  6. A desestigmatização de práticas culturais e religiosas negras;

  7. A importância da população negra em espaços de liderança e destaque em todas as esferas: sociais, políticas, educacionais, midiáticas, etc.

  8. A luta contra a política de drogas e o encarceramento em massa;

  9. A preservação da memória da população preta e suas lutas no país;

  10. O resgate e a difusão de saberes negros apagados ao longo da história;

  11. O compromisso sócio-histórico da sociedade em ser agente imediato de equidade racial.

Ao adicionarmos o "360°" nessa conta, buscamos a promoção de práticas educacionais integrativas, ou seja, que dialoguem com todas as esferas da sociedade e promovam indireta ou diretamente, mudança nas nossas ações e pensamentos por meio do ensino. É impossível promover uma educação 360° sem levar em consideração as relações existentes entre família, escola, empresa e poder público — e é por isso que nosso método leva em consideração todos esses atores.


Muitas pessoas se apegam à ideia de que aquilo que é aprendido ao longo da infância e/ou no desenvolvimento não pode ser modificado, quando na verdade nós nunca deixamos de reaprender o mundo ao longo da vida. Por mais que condutas enraizadas sejam difíceis de serem mudadas (principalmente quando exigem o distanciamento de privilégios), sempre é possível revisar, entender e mudar. A consciência é um primeiro passo importante, mas ela não pode existir sem a ação: daí a necessidade de uma educação antirracista em diferentes fases do nosso desenvolvimento e em diferentes espaços sociais.


Que tal embarcar nesse compromisso educacional 360° com a Piraporiando? Conheça a Trilhas da Diversidade, nosso Programa de Educação para a Diversidade e participe dessa reconstrução socioeducacional com a gente! ❤️


A Piraporiando é uma Edtech de impacto social que cria conteúdos, experiências e vivências de educação para a diversidade. Nosso Programa de Educação Continuada, o Trilhas da Diversidade, é uma Plataforma de inovação, tecnologia e criatividade com aprendizagem digital multiplataforma, que permite uma educação contínua e eficiente focada na erradicação do racismo, preconceitos, discriminação e bullying, fomentando a pluralidade. Nossos pilares: Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, o ESG - Governança Ambiental, Social e Corporativa, a LDB (Leis de Diretrizes Básicas da Educação), a BNCC (Base Nacional Comum Curricular), a Educação Antirracista, Antibullying, os Pilares da UNESCO, a Declaração de Salamanca e a Promoção da equidade na educação

Saiba mais em piraporiando.com


85 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo