PIRAPORIANDO_LOGO.png

Série Educação Piraporiana – Dona Militana A Romanceira Do Brasil


Viva Dona Militana, cujo nome já instiga a luta!

Considerada a maior romanceira do Brasil, Militana Salustino do Nascimento, nasceu em 1925, no município de São Gonçalo do Amarante, no Rio Grande do Norte, no dia 19 março. Filha do Mestre do Fandango, Sr. Atanásio Salustino do Nascimento e Maria Militana do Nascimento.

Dona Militana, começou a trabalhar aos sete anos na roça, plantando mandioca e feijão. E foi na lida na roça, que guardou em sua memória canções e histórias ibéricas de mais de 700 anos de idade, que herdou de seu pai, por meio da tradição oral.

Contava histórias de grandes guerreiros, princesas e reis, de lugares distantes, mágicos e únicos. Entoava seus lindos romanceiros, modinhas, coco, xácaras, moirão, toadas de boi, aboios e fandangos. Não tinha quem não se encantasse com tamanha sabedoria e dom.

Em 1990, o folclorista Deífilo Gurgel conheceu Dona Militana e suas canções e história e ficou deslumbrado e fez com que o Brasil conhecesse os encantos da romanceira. Ela chegou a gravar um CD triplo intitulado “Cantares”, lançado em São Paulo e no Rio de Janeiro. E recebeu boas críticas de jornalistas e figurões da época.

Tamanha a fama de Dona Militana, que em Setembro de 2005, recebeu das mãos do então presidente Lula a Comenda Máxima da Cultura Popular, em Brasília.

Dona Militana faleceu em junho de 2010 aos 85 e deixou um legado imaterial e ancestral para todos e todas nós!!


1 visualização0 comentário