PIRAPORIANDO_LOGO.png

O Ensino Da Tolerância E Respeito Às Diferenças Para Crianças, E Como Isso Pode Impactar Suas Intera


As pessoas são diferentes e isso faz com que cada um de nós seja único e contribua à sua maneira para com o mundo. Mesmo sendo diferentes uns dos outros, nós, enquanto sociedade, ainda nos comportamos como se somente alguns padrões fossem ”normais” e, somente estes ”padrões” são aceitos. E esta percepção está também entre as crianças, principalmente por que elas tendem a nos observar e absorver nossos comportamentos e opiniões. Com isso, existe um grande esforço das instituições de ensino e empresas que trabalham a diversidade, de trazer informações e meios para que cada vez mais as pessoas possam ser tolerantes e respeitar as diferenças, umas das outras.

O teórico Jean Piaget em seus estudos aponta que a partir dos oito anos de idade a criança é capaz de fazer julgamentos sobre pessoas e coisas, e esses julgamentos serão um reflexo de tudo o que ela aprendeu até então, assim, a primeira infância se torna uma grande responsável por conduzir quais serão as escolhas que essas crianças farão no futuro. A partir dos estudos de Piaget podemos também perceber a importância da escola e da família na oferta de uma educação possível de formar indivíduos que no futuro saberão fazer uma boa análise crítica sobre si mesmo, sobre os outros e sobre o mundo, sendo tolerantes e exercendo a empatia.

A Piraporiando, trabalha em seu livro “No Reino de Pirapora” diversos temas, e um deles é a diversidade. Na história, uma menina muito mandona chamada Pirapora quer que todas as coisas sejam do jeito que ela quer, tirando a liberdade das pessoas. O interessante é que Pirapora, antes de desenvolver este comportamento, passou por situações que tiveram como sintoma a solidão e a agressividade. A história nos mostra que os comportamentos não surgem do dia para a noite. É uma construção.

O livro “No Reino de Pirapora” trabalha diversos temas e um deles é a diversidade.

Por isso é importante analisar a mudança de comportamento de uma criança, principalmente se esta mudança for aparentemente brusca. É muito comum que nestes casos o agressor tenha sido antes o agredido. É assim que acontece, por exemplo, no caso do bullying.

Para conhecer um pouco mais sobre esta história, acesse nosso site em https:// piraporiando.com/. No site você também encontrará outros livros que abordam a diversidade.

Thainá Stéfani Carrasco da Silva – Educadora na Piraporiando.

Curta a Piraporiando nas redes sociais: Instagram, Facebook e LinkedIn.

25 visualizações0 comentário