PIRAPORIANDO_LOGO.png

Diversidade e criatividade: quais são as relações no ensino?

Por Jenniffer Cornélio – Equipe Educativo



A criatividade nasce da diversidade…


Antes de qualquer discussão, é muito importante considerar que as crianças precisam de ambientes seguros e favoráveis ao seu crescimento, que permitam pleno desenvolvimento cognitivo, social, emocional — e possibilitem uma visão plural de mundo. A escola deve, em sua concepção educativa, estrutural, sócio relacional e metodológica, ensinar a importância do respeito às diversidades desde os primeiros anos de ensino.


Na atualidade a criatividade é um tema pulsante no meio educacional. Cada vez mais a escola e toda comunidade escolar buscam formas de potencializar as competências do pensamento criativo nas/nos estudantes, respeitando suas vivências e desafios.


Por isso, devemos saber reconhecer a diversidade em cada indivíduo e buscar cada vez mais estratégias de promover a inclusão no ambiente escolar. Esse processo se mostra como fundamental para a valorização de competências e habilidades. Ao proporcionar para os/as estudantes sentimentos como pertencimento, identificação e estima, também criamos ambientes em que a criatividade tem muito mais espaço para ser apresentada e desenvolvida.


Para uma visão conjunta pela criatividade em prol da diversidade, indicaremos elementos essenciais que vão auxiliar sua escola neste processo.


São eles:

Um currículo agregador — é importante ter em sua escola um currículo que auxilie as/os estudantes a desenvolver habilidades socioemocionas, valores de solidariedade, generosidade e justiça social, sem racismo, preconceitos e discriminação.

Uma comunidade escolar participativa — chame toda a comunidade escolar para participar das atividades da sua escola. Isso possibilita diversidade de saberes, culturas e torna sua escola um lugar mais acessível e confortável para todos e todas.

O/A estudante como protagonista — a criança e o adolescente são o centro da aprendizagem! Potencialize esse protagonismo e os faça compreender aos poucos seus papéis na vivência social, ou seja: ensine o respeito ao outro e a si.


Escola e toda comunidade escolar, seguimos com vocês buscando caminhos possíveis para uma educação de qualidade, que valorize múltiplas vivências e permita uma perspectiva de sociedade que dialogue com diversidade, construindo caminhos de criatividade e impacto social.

19 visualizações0 comentário